sexta-feira, 18 de dezembro de 2020

FELIZ NATAL

 



Estamos chegando ao fim do ano de 2020.
   Um ano bastante incomum, e difícil para todos. Há um ano aparecia na China uma estranha e letal epidemia, que se alastrou rapidamente pelo globo terrestre, causando muitas mortes, muito sofrimento, dúvidas e tentativas de controlá-la, divisão de opiniões entre as pessoas, muita solidão pelo necessário isolamento social. 
   Mas que também provocou movimentos de pesquisa, reflexões, solidariedades, união através da tecnologia, criatividade para suportar toda a carga, para lidar com o medo, com a prevenção. Grupos corais e artistas criaram números musicais, cantando cada um em sua casa, com mensagens diversas para acalentar nossos corações. Muitos profissionais aprenderam a trabalhar on line, muitas “Lives” sobre os mais variados assuntos foram criadas, e grupos diversos fizeram suas necessárias reuniões via Internet.
   Foi o caso das nossas Associações de Homeopatia. Aqui no Paraná, fizemos uma Live de posse da nova diretoria. A AMHB fez várias reuniões ao longo do ano, com seu Conselho Deliberativo. E tantas Lives foram criadas aqui e ali, difundindo ideias, discutindo medidas sanitárias e medicamentos. 
   Na nossa área, foi criada uma Plataforma de atendimento, “Homeopatia na Covid19”, uma ideia da Escola de Homeopatia de Curitiba, encampada pela AMHB, onde médicos Homeopatas atenderam (e ainda atendem) voluntariamente pessoas de todo o Brasil. E grupos de Homeopatas, em vários locais, se debruçaram sobre uma pesquisa de um possível Gênio Epidemico para a Covid19, definindo possibilidades de contribuição da Homeopatia no combate à Pandemia.
   Perdemos, para o Covid, muita gente. O nome mais recente, e que nos diz respeito diretamente, é o do Dr. Praful Vijayakar, médico homeopata indiano, que esteve por muitas vezes no Brasil, trazendo e ensinando sua visão diferenciada da Homeopatia, avivando ideias e caminhos para nós, Homeopatas brasileiros. Rendemos a ele nossas maiores homenagens e agradecimentos por sua importante contribuição. Que a Luz Superior o acolha.
   E, com tantas perdas, e também ganhos, vamos nos despedindo desse ano que pareceu não ter existido, mas que nos forjou aprendizados. O tempo não existe, como tal, e a passagem para 2021 não há de garantir nenhuma mudança, por si só. Porém, é importante alimentarmos nossas esperanças por um tempo melhor, e por saídas honrosas dessa Pandemia. Com a colaboração consciente de cada um, e dedicação ao próximo, dentro de sua área e possibilidade.
Que a data do Natal, mais do que festas, muitas até impossíveis neste momento, traga reflexões e o forte desejo de atingir os mais elevados fins de nossa existência. Para nós e para os outros.
Feliz Natal e um Novo Ano com verdadeiras renovações.
Saudações, em nome da Associação Médica Homeopática do Paraná.




LIVE